Clube To Beer

Month: maio 2016

- por em Entrevista 0

Um Psicólogo Off Road

Fala Assinante

Thiago é um psicólogo off road que ama a Chapada Diamantina. Neste São João, ele vai celebrar seu encanto pelo local realizando o Arraiá do Puro Malte e o Clube To Beer vai brindar com ele.

FB_IMG_1463504343830

Thiago Siqueira curtindo a chapada!

Clube to Beer: Você mora na Chapada Diamantina… terra boa. Como foi parar aí?

Thiago Siqueira: Aos 17 anos conheci a Chapada Diamantina me perdendo numa trilha com amigos entre a cidade Lençóis e o Vale do Capão. Aos 22 anos, já como educador e empreendedor socioambiental, conheci a Cachoeira do Buracão e me encontrei em Ibicoara, o paraíso das terras longínquas e das cachoeiras gigantes! Comprei uma casinha há mais de dez anos e depois uma reserva ecológica, ambas próximas à cachoeira do Buracão. Hoje em dia a Chapada faz parte de mim, da minha vida profissional e da minha família. Passo de três à quatro meses “escondido” e sempre com boas cervejas e ótimas companhias!

CTB: E a caixa do Clube tem chegado bem aí na sua cidade?

Thiago: A caixa chega sempre em Salvador e eu transporto para a Chapada no melhor estilo ofd road. Até por isso, o Clube To Beer é 100%, pois as cervejas vêm bem protegidas para qualquer tipo de transporte. Quando chego na Chapada Diamantina com a caixa do Clube To Beer, os vizinhos já comemoram… (risos)

CTB: Como costuma degustar suas beers aí na Chapada?

Thiago: A Chapada Diamantina oferece um clima perfeito para degustação de boas cervejas. A proximidade com a natureza, os sons, paisagens, clima, companhia, tudo isso faz parte da minha experiência de degustação de cervejas fortes. Costumo harmonizar as IPAs com as delicias locais da Chapada: carnes da região (costela bovina, galinha caipira e o famoso Godó, feito com banana verde e carne do sertão).

CTB: Como e onde costuma celebrar as festas juninas?

Thiago: As festas juninas são oportunidades perfeitas para dar uma escapadinha da cidade e fazer o tempo passar mais devagar no interior. Sou daqueles que gosta do forró pé de serra literalmente, simples, sem muitos instrumentos e produções. Basta uma sanfona, uma zabumba e um triângulo, algumas caixas Clube To Beer e o São João está pronto!

CTB: E nesse mês de junho, tem cerveja no seu São João ou só licor?

Thiago: Este São João é especial! Pela primeira vez estarei promovendo na Chapada Diamantina o Arraiá do Puro Malte no Pé da Serra do Pinicadinho! Festa junina com forró pé de serra, na base da Serra do Pinicadinho (formação rochosa que dá contorno à Cachoeira do Buracão). A idéia é fazer a poeira subir com o rastapé! Entre os convidados estão amigos, familiares, músicos e meus queridos vizinhos da comunidade rural de Ibicoara. Todos devidamente informados da única regra: cerveja, só puro malte! A harmonização fica por conta dos quitutes juninos de Dona Ledinha, moradora local. E para embalar o Arraiá do Puro Malte, Seu Armindo da Sanfona e seu bando!

- por em Cerveja 0

Separado do joio e para além do pão.

Por Camila Jasmin

Nem só de pão vive o trigo. O cereal, imortalizado nos versos de Gilberto Gil, nasce e vive também cerveja. De sabor mais leve e refrescante, principalmente por conta do pouco lúpulo, funciona como uma inesquecível “primeira vez” para os imaculados, castos e ainda inocentes desconhecedores do deleitoso cardápio das artesanais. Seu aspecto é um pouco mais turvo e opaco, fugindo do amarelado tradicional. E é aí que reside o seu grande trunfo: a levedura do trigo, que não é tão facilmente filtrado quanto os outros grãos, se acumula no fundo da garrafa e confere a sua coloração mais esbranquiçada e a peculiaridade do aroma, que flerta com o cítrico e o frutado.

Como costumam se apresentar em doses de 500 ml, o copo longo faz toda diferença na degustação, com espaço suficiente para a espuma se acomodar e as leveduras alcançarem o líquido, finalizando a harmonia de cores, aromas e sabores. Por isso, importante armazenar a cerveja e botá-la para gelar sempre de pé. E nada de balançar a garrafa; é fundamental que a levedura seja gentilmente debruçada sobre a cerveja. Para acompanhar, peixes e frutos do mar são a melhor pedida.

- por em Cerveja, Entrevista 0

Saúde, amizade, longboard e… celeBEER!

Bruno Cardoso é psicólogo, usa a prancha e o skate como terapias e sonha com uma barraca da Clube to Beer na praia.

20160415_094543

Bruno Lima e seus amores!

Clube to Beer: Você parece ser um cara tranquilão, com hábitos saudáveis e tal… Bem diferente da imagem que se tem de um apreciador de beer, né?

Bruno: Acredito que sim!! pratico esporte desde que me entendo por gente. Atualmente o skate-longboard tem tido um espaço especial na minha vida, mas claro que, principalmente, após os treinos a reunião com os amigos é fundamental e para essas ocasiões…uma boa cerveja. Acredito que uma boa harmonia comece aí! Saúde, amizade e celebração à vida, assim podemos cuidar da nossa psiquê e manter a “barrinha” longe do indesejado!

 

CTB: Então, podemos dizer que você se movimenta para beber uma beer ou bebe para se harmonizar?
Bruno: As duas coisas!!! A atividade física tira aquela culpa e nos permite um pouco mais algumas extravagâncias. Beber harmonizando sempre foi um hobby, daí a escolha do Clube to Beer, onde não apenas temos boas cervejas artesanais, mas também excelentes dicas de harmonização.

 

CTB:  E as melhores companhias para beber uma artesanal são…?
Bruno: Os amigos com uma boa música, sem dúvida! Mas se vale a pena deixar uma dica de terapeuta de casal, esse é um excelente momento para surpreender seu parceiro (a) ou conquistá-lo (a) definitivamente. Ninguém resiste a uma boa cerveja artesanal com um entrada de bons queijos e um prato principal harmonizado com a cerveja de sua escolha. A noite terminará perfeita. #ficaadica.

 

CTB:  Depois do skate e do SUP, o que cai bem?
Bruno: Sem nenhuma dúvida uma cerveja na sua temperatura ideal. Um sonho é sair do mar e encontrar um barraca do Clube to Beer logo à frente. Enquanto isso não é possível, levamos para casa.

 

CTB:  Abrir uma cerveja, ver um pôr-do-sol, estar com os amigos: o que é um ritual pra você?
Bruno: Reunir os amigos para assistir um partida de de futebol, UFC ou mesmo o Oscar! O que vale é a reunião… Tudo serve como uma boa desculpa para beber excelentes cervejas artesanais!!!