Clube To Beer

Blog

- por em Cerveja, Dicas, Larissa Dantas 0

A mistura do bode com cerveja

por Larissa Dantas

Já conhece o estilo Bock e suas derivações Doppelbock, Maibock (ou Hellerbock), Weizenbock e Eisbock?
As chamadas Bockbier foram originalmente produzidas na cidade de Einbeck, na Alemanha. O nome dessas cervejas tem origem em duas teorias. A primeira é a possibilidade de ter ocorrido uma evolução do nome em homenagem à sua cidade origem. As “cervejas da cidade de Einbeck” em alemão seria “Einbeckisches bier” que acabaram tendo tamanho reduzido para Bock Bier. Quase parecido com a versão do português de “vamos em boa hora” para o curto e grosso “umbora”.
A outra possibilidade é a mais difundida e mais romântica. São produzidas na Alemanha no mês de dezembro, cujo frio é caprichoso. Seu vínculo estaria ligado ao fato de que o signo do mês de dezembro é capricórnio tendo como imagem símbolo um bode (bock em alemão). Exatamente por isso que, na maioria dos rótulos de uma bock bier, um ou mais bodes se fazem presentes.
E em relação ao estilo? Ora, produzidas no inverno, são, no geral e à exceção da Weizenbock, cervejas do estilo lager, mais maltadas e com teor alcóolico mais elevado para aquecer os cervejeiros durante o inverno rigoroso europeu. Partem de 6% de álcool das Bock chegando aos inacreditáveis 14% de álcool de uma Eisbock. Fato interessante é que as Eisbock são uma Doppelbock que sofrem congelamento para se conseguir aumentar esse teor alcóolico, gerando uma cerveja muito maltada, sem espuma (pouco carbonatada), com um corpo elevado lembrando bastante um licor junino.
Temos vários exemplos disponíveis no Brasil, seja da Alemanha ou como as fabricadas por aqui. A Baden Bock foi uma das pioneiras no país. Outros exemplos clássicos: Paulaner Salvator e Ayenger Celebrator (que são Doppelbocks), Anchor Bock e Aventinus Eisbock.
O inverno no Brasil não é tão intenso quanto o europeu, porém esse período é o melhor momento para poder desfrutar de cervejas desse estilo que possuem, além de muita qualidade, uma verdadeira aula de história, mitologia e geografia.

Larissa Dantas é Sommelier de Cervejas e Mestre em Estilos pelo Instituto de Cervejas Brasil

Post navigation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *